Pular para o conteúdo

Deus traz a existencia aquilo que não existe

Desde os primórdios da humanidade, a busca pelo entendimento do universo e da existência tem sido uma constante. Dentre as mais diversas teorias e filosofias, há uma crença que permeia diversas religiões e correntes de pensamento: a ideia de que Deus é o criador de tudo o que existe. Mas como entender esse processo de criação? Como compreender a ideia de que Deus traz à existência aquilo que não existia? Neste artigo, vamos explorar essa temática e buscar compreender melhor essa crença tão fundamental para tantas pessoas.

Deus criando do nada

No artigo, é mencionado que Deus é capaz de trazer à existência aquilo que não existe, ou seja, criar do nada. Isso significa que Ele não precisa de nada para criar algo, apenas desejar e o objeto de sua criação passa a existir.

Esse poder de criar do nada é uma das características atribuídas a Deus na maioria das religiões monoteístas, como o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Acredita-se que Ele tenha criado o universo, os seres humanos e todas as criaturas vivas a partir do nada.

Essa capacidade divina de criar do nada é considerada um mistério e algo que está além da compreensão humana. Mesmo assim, a crença nesse poder é uma das bases da fé religiosa e serve como uma forma de explicar a origem do mundo e dos seres vivos.

Fé explicada em Hebreus 11.

O livro de Hebreus, capítulo 11, é conhecido como o capítulo da fé, pois apresenta exemplos de pessoas que confiaram em Deus e foram recompensadas por sua fé.

Logo no início, o autor define a fé como “a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hebreus 11:1). Em outras palavras, a fé é a confiança em algo que não podemos ver ou provar, mas que acreditamos que seja verdadeiro.

O capítulo continua apresentando exemplos de fé, como a de Abraão, que deixou sua terra natal para seguir a Deus, e a de Moisés, que liderou o povo de Israel para fora do Egito. Em cada caso, a fé foi recompensada com bênçãos e milagres.

Esses exemplos de fé nos mostram que Deus pode trazer à existência aquilo que não existe. Abraão, por exemplo, acreditou que Deus lhe daria um filho, mesmo sendo ele e sua esposa idosos demais para ter filhos. E Deus cumpriu sua promessa, trazendo Isaque à existência.

Portanto, a fé é um elemento fundamental na vida cristã, pois nos permite confiar em Deus e acreditar que Ele pode realizar milagres em nossas vidas, mesmo quando as circunstâncias parecem impossíveis. Como o autor de Hebreus diz: “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hebreus 11:6).

Deus na Bíblia: Existência Revelada

O conceito de Deus na Bíblia é de uma existência revelada, ou seja, algo que é trazido à existência através da revelação divina. Isso significa que Deus não é apenas uma criação humana ou uma ideia abstrata, mas sim uma realidade que foi revelada aos seres humanos através de eventos históricos, profecias e ensinamentos sagrados.

Na Bíblia, há muitas passagens que falam sobre a revelação de Deus aos seres humanos. Por exemplo, no livro de Êxodo, Deus se revela a Moisés através de uma sarça ardente e lhe dá a missão de libertar o povo de Israel da escravidão no Egito. Em Isaías, há muitas profecias que falam sobre a revelação de Deus através do Messias, que viria ao mundo para salvar a humanidade.

Além disso, a Bíblia também ensina que a existência de Deus pode ser percebida através da natureza e da criação. O Salmo 19 diz: “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos”. Isso significa que a existência de Deus pode ser vista no mundo ao nosso redor, através das maravilhas da natureza e da ordem do universo.

A existência de Deus é uma verdade que pode ser percebida através da revelação divina e da observação da natureza.

Significado de Romanos 4:17

O versículo Romanos 4:17 afirma que Deus “dá vida aos mortos e chama à existência as coisas que não existem”. Isso significa que Deus tem o poder de trazer à existência algo que não existia anteriormente, como quando Ele criou o mundo a partir do nada (Gênesis 1:1). Além disso, Deus pode trazer vida e esperança para aqueles que estão mortos em seus pecados, por meio do sacrifício de Jesus Cristo na cruz.

Esse versículo também nos lembra que Deus é o único que tem o poder de criar algo do nada e, portanto, devemos confiar em Sua sabedoria e poder em todas as áreas de nossas vidas.


Conclusão: Deus é o criador de todas as coisas

A partir do entendimento de que Deus é o criador de todas as coisas, podemos concluir que Ele é capaz de trazer à existência aquilo que não existe. Isso inclui tanto a criação do universo e de todos os seres vivos, quanto os planos e propósitos individuais de cada pessoa. A fé nessa verdade é fundamental para a compreensão da existência e do propósito da vida.
Deus é o criador de todas as coisas, e é através de sua onipotência que ele traz à existência aquilo que antes não existia. É por meio do seu amor e poder que o universo foi criado, e toda a vida que nele habita. Desde o início dos tempos, Deus tem sido a fonte de toda a existência, e sua presença é sentida em todos os lugares.

Ao reconhecer a grandeza de Deus, podemos compreender melhor a origem da vida e o propósito de nossa existência. Através da fé e da devoção a Ele, podemos encontrar paz e direção em nossas vidas, confiando em que Ele nos guiará sempre no caminho certo.

Deus é a fonte de toda a existência, e é através dele que podemos encontrar significado e propósito em nossas vidas. Que possamos sempre lembrar de sua grandeza e amor, e confiar em que Ele nos guiará em todos os momentos.

Deixe sua avaliação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *