Pular para o conteúdo

Quem escreveu o salmo 22

O Salmo 22 é um dos mais conhecidos e citados na Bíblia, sendo considerado uma peça literária de extrema beleza poética. No entanto, a autoria deste salmo é motivo de debate entre estudiosos e teólogos ao longo dos anos. Quem teria sido o autor do Salmo 22? Esta questão é o ponto de partida para uma análise mais profunda deste texto sagrado e sua importância na tradição religiosa. Neste artigo, abordaremos as diversas teorias e argumentos que buscam responder a esta pergunta.

O que Davi estava passando quando escreveu o Salmo 22?

O Salmo 22 é um dos salmos mais conhecidos da Bíblia e é frequentemente citado no Novo Testamento. Muitos estudiosos concordam que o rei Davi foi o autor deste salmo. Davi era um homem que passou por muitos desafios em sua vida, incluindo perseguição, traição e tristeza. É provável que ele tenha escrito o Salmo 22 durante um momento de grande angústia e sofrimento.

O Salmo 22 começa com as palavras “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” Esta frase é uma expressão de profunda dor e desespero. Davi pode ter escrito este salmo durante um momento em que sentia que Deus o havia abandonado ou que não estava respondendo às suas orações. Ele se sentia sozinho e desamparado.

Em outras partes do salmo, Davi descreve sua dor física e emocional. Ele fala sobre ser zombado e ridicularizado por seus inimigos, e sobre sentir que seus ossos estão se separando. Ele também descreve sua confiança em Deus, apesar de sua dor, e pede por ajuda e libertação.

Ele se sentia abandonado por Deus e estava enfrentando perseguição e dor física e emocional. Apesar disso, ele mantinha sua fé em Deus e pedia ajuda e libertação.

Qual salmo Jesus recitou na cruz?

De acordo com o Novo Testamento, Jesus recitou o Salmo 22 na cruz, enquanto sofria. Este Salmo é conhecido por ser um dos Salmos messiânicos, que profetizam sobre o sofrimento e a redenção do Messias.

No início do Salmo 22, o salmista expressa seu sentimento de abandono por Deus: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (versículo 1). Essas mesmas palavras foram usadas por Jesus na cruz, como relatado em Mateus 27:46.

O Salmo 22 também descreve detalhadamente o sofrimento que o Messias enfrentaria: “Todos os meus ossos estão fora de lugar; meu coração se derrete como a cera dentro de mim” (versículo 14). Isso é consistente com a descrição do sofrimento de Jesus na cruz, incluindo a perfuração de seus ossos e a sensação de estar desidratado e esgotado.

Apesar do sofrimento, o Salmo 22 também fala da confiança do Messias em Deus e sua esperança de redenção: “Mas tu, Senhor, não te afastes de mim. Tu és a minha força; apressa-te em ajudar-me!” (versículo 19). Essa esperança e confiança também foram expressas por Jesus na cruz, quando ele confiou seu espírito a Deus (Lucas 23:46).

É significativo que Jesus tenha recitado esse Salmo na cruz, pois mostra que ele reconheceu que estava cumprindo essa profecia e tinha a esperança de que Deus o redimiria.

Quem escreveu Salmos 22 10?

No livro de Salmos da Bíblia, não há uma autoria específica para cada salmo. Muitos deles foram escritos por Davi, mas outros foram escritos por diferentes autores. No caso do Salmo 22, não é possível afirmar com certeza quem o escreveu. Alguns estudiosos acreditam que tenha sido Davi, enquanto outros apontam para um autor desconhecido.

Qual salmo Davi fala de Jesus?

O Salmo 22 é geralmente associado a Jesus, pois muitas de suas descrições se encaixam perfeitamente na crucificação de Cristo. O próprio Jesus citou o início deste salmo enquanto estava pendurado na cruz, dizendo “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Mateus 27:46).

Alguns dos versículos que fazem referência a Jesus no Salmo 22 incluem:

  • “Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo” (v. 6) – uma descrição da humilhação sofrida por Jesus durante sua crucificação.
  • “Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa” (v. 18) – uma profecia do que aconteceu com as roupas de Jesus enquanto ele estava na cruz.
  • “Todos os limites da terra se lembrarão, e se converterão ao Senhor; e todas as famílias das nações adorarão perante a tua face” (v. 27) – uma visão do futuro reinado de Cristo na terra.

Conclusão

Ao longo do artigo, vimos que existem diversas teorias e hipóteses sobre quem teria escrito o Salmo 22. Embora não possamos afirmar com certeza quem foi o autor, o mais importante é o conteúdo deste salmo, que retrata a confiança e a fé em Deus, mesmo em momentos de angústia e sofrimento. O Salmo 22 é uma poderosa mensagem de esperança e consolo para todos aqueles que enfrentam adversidades em suas vidas.
Não há consenso entre os estudiosos sobre a autoria do Salmo 22. Alguns acreditam que foi escrito pelo rei Davi, enquanto outros argumentam que foi composto por um autor desconhecido. No entanto, independentemente de quem tenha escrito o Salmo 22, seu conteúdo é profundamente poderoso e emocional. Este Salmo é uma expressão sincera da dor e do sofrimento humano, mas também é uma prova do amor e da fidelidade de Deus. Seu tema central é a confiança em Deus em tempos difíceis e a certeza de que Ele nunca nos abandonará. O Salmo 22 é uma fonte de inspiração e conforto para todos que enfrentam dificuldades e buscam esperança e paz em suas vidas.

Deixe sua avaliação