Pular para o conteúdo

Salmos 22 explicação

Os Salmos são uma coleção de poemas e canções utilizados na adoração e devoção do povo de Israel. O Salmo 22 é um dos mais conhecidos e estudados, por sua riqueza em simbolismos e profecias messiânicas. Este texto bíblico é frequentemente associado à crucificação de Jesus Cristo e tem sido objeto de muitas interpretações ao longo da história. Neste artigo, exploraremos a mensagem do Salmo 22 e sua relevância para a fé cristã.

O que Davi quis dizer com o Salmo 22?

O Salmo 22 é um dos mais conhecidos e estudados da Bíblia. Ele foi escrito por Davi e contém uma mistura de lamentos e confiança em Deus. Muitos estudiosos e teólogos acreditam que esse salmo é uma profecia sobre a crucificação de Jesus Cristo.

Davi começa o salmo lamentando e pedindo a ajuda de Deus em um momento de grande sofrimento. Ele se sente abandonado por Deus e pelos homens. No versículo 6, ele diz: “Mas eu sou verme e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo”. Esse verso é semelhante ao que Jesus disse na cruz, quando exclamou: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Mateus 27:46).

Davi também descreve a dor física que está sentindo. Ele diz: “Todos os meus ossos se deslocaram; o meu coração está como cera, derreteu-se dentro de mim” (v. 14). Essa descrição é semelhante à crucificação de Jesus, onde os ossos eram deslocados e o coração podia literalmente se romper.

No entanto, no meio de todo o sofrimento, Davi mantém sua confiança em Deus. Ele diz: “Mas tu és o Santo, o que habitas entre os louvores de Israel. Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste” (v. 3-4). Essa confiança é semelhante à que Jesus teve na cruz, quando ele disse: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lucas 23:46).

Davi, ao escrever esse salmo, pode ter tido uma visão ou revelação divina sobre o futuro sacrifício de Jesus, ou simplesmente ter usado suas próprias experiências de sofrimento para descrever o sofrimento do Messias.

O que podemos aprender com o Salmo 22?

O Salmo 22 é um dos mais conhecidos e citados na Bíblia. Ele é considerado um salmo messiânico, ou seja, que fala sobre o Messias, o Salvador prometido por Deus. Nesse salmo, encontramos diversas lições que podemos aplicar em nossas vidas.

1. Confiança em Deus

O salmista começa o Salmo 22 clamando a Deus e expressando sua confiança nele, mesmo em meio à dor e ao sofrimento. Ele reconhece que Deus é santo e que seus antepassados confiaram nele e foram livrados. Isso nos ensina que, mesmo quando passamos por momentos difíceis, podemos confiar em Deus e lembrar que ele é fiel.

2. Persistência na oração

O salmista continua a clamar a Deus, mesmo quando se sente abandonado e ignorado. Ele não desiste de orar e de buscar a presença de Deus. Isso nos ensina a persistir na oração, mesmo quando parece que Deus não está nos ouvindo.

3. Sofrimento redentor

O Salmo 22 descreve um sofrimento intenso e angustiante, mas também fala sobre a redenção que virá depois. Isso nos ensina que o sofrimento pode ter um propósito redentor e que Deus pode transformar nossas dores em bênçãos.

4. Esperança em meio à dor

Apesar da angústia e do sofrimento, o salmista mantém a esperança em Deus. Ele sabe que Deus pode salvá-lo e livrá-lo da aflição. Isso nos ensina que mesmo em meio à dor, podemos ter esperança em Deus e confiar que ele tem um plano para nossas vidas.

O que diz o Salmo 22 da Bíblia?

O Salmo 22 é um poema de lamentação do rei Davi, que expressa sua angústia e dor diante das adversidades e perseguições que enfrentou em sua vida. O Salmo começa com a famosa frase: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (v.1), que é uma expressão de desespero e solidão.

Davi descreve em detalhes as humilhações e sofrimentos que ele está passando, comparando-se a um verme e a um objeto de zombaria para seus inimigos (v.6-8). Ele clama a Deus por ajuda e libertação, confiando em sua fidelidade e justiça (v.9-11).

No verso 16, Davi faz uma descrição que se assemelha à crucificação de Jesus Cristo, que ocorreu mais de mil anos depois: “Eles repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha túnica”. Este verso é citado nos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas como uma profecia cumprida na crucificação de Jesus (Mateus 27:35, Marcos 15:24, Lucas 23:34).

Apesar de todas as dificuldades que enfrenta, Davi mantém sua fé em Deus e sua esperança de salvação. Ele exalta a grandeza de Deus e confia em sua proteção (v.22-31).

O Salmo 22 é um exemplo de como as escrituras da Bíblia podem ser aplicadas de maneiras diferentes em diferentes contextos históricos e culturais. Embora originalmente tenha sido escrito por Davi, suas palavras e imagens foram reinterpretadas pelos autores do Novo Testamento à luz da crucificação de Jesus, e continuam a inspirar e confortar os cristãos até hoje.

Para que serve o Salmos 22?

O Salmos 22 é um salmo de lamentação que tem sido usado nas tradições judaicas e cristãs como uma fonte de consolo e esperança em momentos de sofrimento e angústia.

Este salmo é frequentemente associado ao sofrimento de Jesus na cruz, já que Ele citou o verso inicial do salmo: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (Mateus 27:46). Além disso, muitos dos detalhes descritos no salmo – como a zombaria dos inimigos, a sede intensa e a sensação de abandono por Deus – são considerados profecias sobre o sofrimento de Jesus.

No entanto, o Salmos 22 é também uma expressão poética do sofrimento humano em geral. Ele fala sobre a dor de sentir-se abandonado por Deus, mas também traz a mensagem de que Deus é fiel e pode trazer esperança e salvação mesmo nas situações mais difíceis.

Conclusão

Em suma, este artigo buscou trazer uma explicação sobre o Salmo 22, que é um dos mais importantes do Antigo Testamento. Concluímos que este Salmo apresenta uma mensagem profética e messiânica, que se cumpriu na pessoa de Jesus Cristo. Além disso, podemos perceber a importância de confiar em Deus em meio às dificuldades e adversidades da vida, assim como o salmista fez. Que possamos aprender com este Salmo e aplicar seus ensinamentos em nossa jornada de fé.
Em resumo, o Salmo 22 é um dos mais importantes e significativos salmos na Bíblia. Ele apresenta uma mensagem poderosa de esperança em meio à dor e sofrimento, além de revelar a profecia da crucificação de Jesus Cristo. É um convite para confiar em Deus em todas as circunstâncias, pois Ele nunca nos abandona. Que possamos meditar nas palavras desse salmo e encontrar consolo e força na presença divina.

Deixe sua avaliação