Pular para o conteúdo

Salmos 34 1 explicação

Os salmos são uma coleção de poemas e hinos que foram utilizados pelos antigos hebreus em sua adoração a Deus. Dentre eles, o Salmo 34 é considerado um dos mais populares e inspiradores. Composto por Davi, um dos mais conhecidos reis de Israel, este salmo apresenta uma mensagem de confiança e gratidão a Deus, que pode ser aplicada em diversas situações da vida. Neste artigo, exploraremos em detalhes o significado do versículo 1 do Salmo 34 e como aplicá-lo em nossa caminhada de fé.

O quê Salmos 34 nos ensina?

O Salmo 34 nos ensina a confiar em Deus e a buscar refúgio nele em momentos de dificuldade. O salmista declara que experimentou a bondade de Deus e encoraja os outros a confiarem nele também. Ele nos lembra que Deus está sempre perto daqueles que o buscam e que ele protege os seus filhos de todo mal.

O Salmo 34 também nos ensina sobre a importância de adorar a Deus e de sermos gratos por tudo o que ele faz por nós. O salmista nos lembra que Deus é digno de todo louvor e que devemos exaltá-lo em todo o tempo. Ele nos encoraja a temer a Deus e a obedecer aos seus mandamentos para que possamos desfrutar da sua bênção e do seu favor.

O que Davi quis dizer no Salmo 34?

O Salmo 34 é atribuído a Davi e é uma expressão de louvor e gratidão a Deus. Davi começa o Salmo dizendo: “Bendirei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca”. Isso significa que Davi decidiu louvar a Deus em todos os momentos, mesmo nos tempos difíceis. Ele reconheceu que Deus merece ser louvado em todas as circunstâncias.

Davi também disse: “Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores”. Aqui, Davi está testemunhando como Deus o livrou de seus medos e preocupações. Ele reconheceu que Deus é fiel e ouve as orações de seus servos. Davi continuou dizendo: “Este pobre clamou, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias”. Aqui, Davi está falando de si mesmo como um pobre, alguém que precisava da ajuda de Deus. Ele reconheceu que Deus é um Deus que salva e liberta aqueles que clamam por sua ajuda.

No Salmo 34, Davi também enfatizou a importância do temor do Senhor. Ele disse: “Temei ao Senhor, vós os seus santos, pois nada falta aos que o temem”. Aqui, Davi está dizendo que aqueles que temem ao Senhor serão abençoados e cuidados por ele. Ele reconheceu que o temor do Senhor é o começo da sabedoria e que aqueles que o temem são abençoados por Deus.

Ele enfatizou a importância de louvar a Deus em todos os momentos, buscar a Deus em oração e temer ao Senhor. Esses ensinamentos são relevantes para os cristãos de hoje, que também devem buscar a Deus em oração, louvar a Deus em todos os momentos e temer ao Senhor.

Quem é o anjo do Senhor no Salmo 34?

No Salmo 34, o anjo do Senhor é mencionado no versículo 7: “O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra”.

Embora não seja especificamente identificado, o anjo do Senhor é frequentemente interpretado como uma manifestação do próprio Deus ou um mensageiro divino enviado por Ele. Em outras partes da Bíblia, o anjo do Senhor é descrito como tendo poderes sobrenaturais para proteger e guiar os fiéis.

No Salmo 91:11-12, por exemplo, é dito: “Pois ele ordenará que os seus anjos te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra”. Essa passagem sugere que os anjos são capazes de proteger os crentes de perigos físicos e espirituais.

O que não serão quebrados Segundo o Salmo 34?

O Salmo 34 é um dos mais conhecidos da Bíblia e traz consigo diversas promessas de proteção e cuidado divino para aqueles que confiam em Deus. Uma das promessas mais impactantes desse salmo é a de que “os ossos dos justos não serão quebrados” (v. 20).

Essa afirmação pode ser interpretada de diversas formas, mas em geral é entendida como uma promessa de proteção física e espiritual para aqueles que vivem de acordo com os preceitos divinos e buscam agradar a Deus em suas vidas.

Alguns estudiosos também indicam que a imagem dos “ossos” pode ser interpretada como uma referência à estrutura interna e essencial da pessoa, ou seja, aquilo que a torna única e valiosa. Nesse sentido, a promessa de que os ossos dos justos não serão quebrados pode ser compreendida como uma promessa de integridade e preservação da identidade e propósito de vida daqueles que seguem a Deus.

A promessa de que os ossos dos justos não serão quebrados é apenas uma das muitas garantias de que Deus está presente e atuante na vida de seus filhos.

Conclusão

Em resumo, o Salmo 34:1 é um convite para que todos os que buscam a Deus possam desfrutar da sua presença e suas bênçãos. Devemos louvar ao Senhor em todas as circunstâncias, pois Ele é bom e fiel para conosco. Que possamos sempre nos lembrar deste Salmo e manter nossa confiança em Deus.

Salmos 34:1 é um convite para louvarmos ao Senhor em todo tempo. Devemos sempre buscar a presença de Deus e agradecer por todas as bênçãos que Ele nos concede. Quando louvamos e adoramos a Deus, nos conectamos com Ele e fortalecemos nossa fé. Por isso, é importante que sempre reservemos um tempo para render graças ao Senhor e louvar Seu nome. Que possamos ter um coração grato e louvar a Deus em todo momento, pois Ele é digno de toda honra e glória! Amém.

Deixe sua avaliação